domingo, 12 de abril de 2009

Perfeição, primeira parte...

Desde minha chegada na casa nova, tenho conhecido algumas pessoas realmente bem legais. Mas hoje quero falar de uma, em especial. A Graça.


Só a conheci por causa do filhote, que puxou conversa com ela no corredor e ela veio elogiá-lo. Se ofereceu pra ficar com ele, sempre que precisasse, pra qualquer coisa. Muito tentador. Embora isso ficasse constantemente piscando em meus pensamentos, nunca bati na porta dela pedindo nadinha. Hoje ela interfonou, pela manhã, convidando pra levar o pequeno no play, com os dela, pra brincarem.


Enquanto esperávamos as crianças se cansarem, ela me contou sua história. Se não é perfeita, é perto disso. Acompanhem.


A moça morava em João Pessoa. Veio passear no Rio. Se apaixonou pela cidade. Veio de mudança tentar a vida. Alugou um conjugado no centro e começou de novo. Nessa época, conheceu um carinha de fora, que também estava visitando a Cidade Maravilhosa. Eles ficaram, ele foi embora e, em seguida, voltou para casarem. Casaram. Seis meses depois, ela engravida. De gêmeos. Hoje os meninos tem na faixa de 8 anos.


Detalhe é que enquanto ela me contava tudo isso, com riqueza de detalhes, o maridão ligava pra falar com as crianças, pois estava comprando jogos pro PlayStation deles. Pense só...


Conversamos pouco, já que ela mais me contou das barras que passou com os pequenos, mas taí uma história que eu não poderia deixar passar batido... São histórias como essa que mantém minha esperança renovada. Não sei se é bem esperança, mas é algo parecido. Não vem ao caso o nome. Importa que, mesmo sem conhecê-lo, conheço o brilho dos olhos dos apaixonados. E isso ela tinha. Mesmo me contando algumas coisas chatas que passou, sempre com aquele brilho que justifica tudo. Uma certa convicção. Além de tentar ajudar nas dificuldades que eu apontava, coisas que ainda não consegui solucionar aqui.


Por isso tudo o post de hoje vai pra Graça. Que histórias como essa continuem acontecendo sempre. Pra resguardar nossas expectativas...



2 comentários:

Ao Leite disse...

Vc é uma fraude, minha amiga! Debaixo da casca grossa mora uma romântica incorrigível, huahuahuahua...

Iza disse...

Sim, estou (re)descobrindo isso... Saudadona!!!